Organizações Cooperativas e suas principais participações nos Estados Brasileiros (1995-2007)

Patrícia Estanislau, Paulo Roberto Santana Borges

Resumo


O desenvolvimento econômico regional, quando visualizado no desenvolvimento endógeno faz do indivíduo a principal peça do desenvolvimento local. As cooperativas auxiliam na alocação destes atores do processo de desenvolvimento, quão cooperados e assalariados. Deste modo o capital social incorpora-se nas relações. Este trabalho tem como objetivo analisar a contribuição das cooperativas no desenvolvimento regional dos Estados brasileiros, através do número de empregos diretos fornecido pela Relação Anual de Informações Sociais - RAIS, Produto Interno Bruto brasileiro e cooperativo, faturamento das cooperativas e a diferenciação de IFDM entre municípios com e sem cooperativas para o período de 1995 á 2007. Metodologicamente utilizou-se pesquisa bibliográfica e estatística comparativa dos dados quantitativos. Como resultado, há acréscimo de 4.509 cooperativas e 100.500 empregos no Brasil sendo a média do Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal - IFDM maior nos municípios com cooperativas. Portanto, as cooperativas geram empregos e atuam socialmente nas localidades.


Palavras-chave


Desenvolvimento Endógeno. Cooperativismo. Emprego

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.