Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos (SCM) Uma estrutura conceitual

Antonio Cezar Bornia, Joisse Antonio Lorandi

Resumo


O propósito deste artigo é contribuir para a formação de uma estrutura conceitual do Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos, confrontando diferentes enfoques da sua definição, evolução e analisar o gerenciamento da cadeia de suprimentos como uma filosofia gerencial e como gerenciamento de processos. A metodologia de pesquisa para atingir ao objetivo proposto é de pesquisa bibliográfica, com uma abordagem descritiva e qualitativa do problema em estudo: o Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos. Com o Estudo evidencia-se a necessidade de um gerenciamento das organizações que busque compreender e utilizar um modelo de gestão que considere os relacionamentos interfirmas, nos quais administrar uma organização é administrar os elos e interfaces de sua cadeia de suprimentos. Os componentes do produto e a satisfação do consumidor final são de responsabilidade de toda cadeia: fornecedores, produtores, operadores logísticos e varejistas, o que exige processos superiores em todo canal. No contexto de modelos de referênci   dos processos que compõem a cadeia, aborda-se, o GSCF – (Global Supply Chain Forum) e o SCOR-model (Supply Chain Operations Reference) do Supply Chain Council (SCC). Conclui-se que de forma geral os autores entendem que, gerenciar uma empresa é administrar os processos que se desenvolvem de forma interfuncional e interorganizacional ao longo de sua Cadeia de Suprimentos, passandose de uma realidade individual para um conceito de redes de empresas.

Palavras-chave


Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos. Interorganizações. Filosofia gerencial. Redes de empresas. Processos de gestão

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.