Do mundo empresarial à gestão hospitalar: a experiência portuguesa

Alexandre Morais Nunes

Resumo


Este artigo apresenta a opinião dos administradores hospitalares que participaram no processo implementação da gestão empresarial em Portugal, conhecida como “empresarialização” dos hospitais públicos. Essa estratégica foi adotada na política de saúde, com o  objetivo de melhorar a administração dos hospitais em todo o país, ao nível da sua eficiência e dos seus resultados econômicos e financeiros, e de proporcionar uma melhor assistência aos utentes no acesso e com uma maior qualidade a um mais baixo custo. Para isso,  foram introduzidas estratégias que antes eram exclusivas do setor privado. A pesquisa é descritiva e relata a experiência de uma centena de gestores dos hospitais públicos (incluídos todos os hospitais, desde os gerais aos mais especializados). Os dados foram  coletados por meio de questionários. Os resultados destacam o fato da gestão empresarial ter contribuído para o aumento da eficiência e para a melhoria nas contas e da sustentabilidade, sobretudo pela introdução de medidas de transparência e responsabilização da  gestão. No entanto, os entrevistados acreditam que ainda há muito a fazer nesse modelo para adaptá-lo à atualidade.


Palavras-chave: Práticas Administrativas. Gestão. Eficiência. Sustentabilidade. Hospitais.

Abstract


This article presents the views of hospital administrators who participated in the process implementation of business management in Portugal, known as “corporatization” of public hospitals. This strategy was adopted in health policy in order to improve the management  of hospitals across the country, in terms of efficiency and economic/financial results to provide better assistance to users in accessing and greater quality at a lower cost. To fulfill these objectives were introduced strategies that were previously exclusive to the private setor. The research is descriptive and reports the experience of one hundred managers on the boards of public hospitals (including all hospitals from the general to the more specialized). Data were collected through questionnaires. The results showed the business  management have contributed to increased efficiency and improve better accounts and sustainability mainly by the introduction of transparency and managerial accountability. However they consider that there is still much to do in this model to fit the present.

Keywords: Administrative Practices. Management. Efficiency. Sustainability. Hospitals.


Palavras-chave


Práticas Administrativas. Gestão. Eficiência. Sustentabilidade. Hospitais

Texto completo:

PDF

Referências


AZEVEDO, Helga; MATEUS, Céu. Cost effects of hospital megers in Portugal. Revista Portuguesa de Saúde Pública. Portugal, v. 32, nº1, p. 106-117, dezembro 2013.

BARROS, Pedro. Economia da saúde - conceitos e comportamentos. 3ª edição. Coimbra: Almedina, 2013.

BARROS, Pedro; SIMÕES, Jorge. Portugal health system review. Copenhaga: European Observatory on Health Systems and Policies, 2007.

BILHIM, João. Ciência da administração. 3ª Edição. Lisboa: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, 2013.

CAMPOS, António Correia. Hospital-empresa: crónica de um nascimento retardado. Portugal. Revista portuguesa de saúde pública, v. 21, n. º1, p. 23-33, janeiro/junho 2003.

CAMPOS, António Correia. Por um sistema de saúde mais eficiente. Portugal. Cadernos de economia, n. º 80, p. 9-15, junho/dezembro 2007.

CAMPOS, António Correia de. Reformas da saúde – o fio condutor. Coimbra: Almedina, 2008.

Fernandes, Adalberto Campos. Hospitais: um novo modelo de gestão hospitalar. Portugal. Revista XXI, Ter Opinião 2011-2012, p. 80-85, dezembro 2012

HARFOUCHE, Ana. Hospitais transformados em empresas. Análise do impacto na eficiência: Um estudo comparativo. Lisboa: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, 2008.

HARFOUCHE, Ana. Opções políticas em saúde. Efeitos sobre a eficiência hospitalar. Coimbra: Almedina, 2012.

KAZMIER, Leonard. Estatística aplicada à administração e economia. 4ª Edição. Porto Alegre: Bookman, 2007.

NUNES, Alexandre Morais; HARFOUCHE, Ana. A Reforma da Administração Pública aplicada ao setor da saúde: a experiência portuguesa. Brasil. Revista de Gestão em Sistemas de Saúde, n.º 4, p. 1-8, junho/dezembro 2015.

NUNES, Alexandre Morais. A gestão empresarial hospitalar na perspetiva dos gestores. 2013. 90f. Dissertação de Mestrado em Administração da Saúde.Universidade de Lisboa, Lisboa, 2013.

NUNES, Alexandre Morais. Reformas na gestão hospitalar: análise dos efeitos da empresarialização. 2016. 383F. Tese de Doutoramento em Administração da Saúde. Universidade de Lisboa, Lisboa, 2016.

Nunes, Rui. Regulação da saúde. 2ª Edição. Porto: Vida Económica, 2009.

OPSS. Sistema de saúde português: riscos e incertezas. Relatório Primavera. Lisboa: Observatório Português dos Sistemas de Saúde, 2008.

PEC - Programa de estabilidade e crescimento. Atualização para o período 2005-2009. Lisboa: Governo de Portugal, 2005.

PEREIRA, Luís Filipe. A reforma estrutural da saúde e a visão estratégica para o futuro. Lisboa: Gradiva, 2005.

REGO, Guilhermina. Gestão empresarial dos serviços públicos. Uma aplicação ao setor da saúde. Porto: Vida Económica, 2011.

RIBEIRO, José Mendes. Reforma do setor público hospitalar: programa de empresarialização de 34 hospitais portugueses. Portugal. Revista Portuguesa de Saúde Pública, n.º 4, p. 65-77, volume temático 2004.

SIMÕES, Jorge; DIAS, Ana. Políticas e Governação em Saúde. Coimbra: Almedina, 2010.

TENN, Steven. The price effects of hospital mergers: a case study of the sutter–summit transaction. Reino Unido. International Journal of the Economics of Business, v. 18, n.º1, p. 65-82, fevereiro 2011

VAZ, Artur. Hospitais públicos portugueses. Coimbra: Almedina, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.