O comportamento das fraudes nas empresas brasileiras

Ildefonso Assing, Luiz Alberton, José Marcos Tesch

Resumo


O presente artigo teve como objetivo analisar o comportamento das fraudes nas empresas brasileiras em pesquisa realizada nos anos de 2002 e 2004 pela empresa de auditoria KPMG. O artigo foi estruturado com uma fundamentação, relacionando o assunto fraudes com a auditoria e demonstrando a diferença entre fraude e erro. Em seguida apresentaram-se as principais formas para coibir a fraude nas empresas. A pesquisa teve caráter descritivo e explicativo com abordagem do problema quantiqualitativa. Os dados foram coletados em relatórios divulgados pela KPMG sobre fraudes no período de 2002 e 2004. Observou-se que, diferentemente das informações divulgadas pelos meios de comunicação, a fraude nos demonstrativos contábeis ocorreu em apenas 1% das empresas pesquisadas. Os resultados da pesquisa evidenciaram que a origem das fraudes está relacionada à perda de valores sociais e morais, geralmente cometida pelo pessoal que presta serviço de suporte à empresa, em virtude de deficiências nos controles internos. Concluiu-se que a melhor forma de identificar e prevenir fraudes é através da implementação de sistemas de controles internos adequados.

Palavras-chave


Fraudes. Auditoria. Controle de fraudes

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.