Boas práticas para alocação de recursos em uma estrutura multiprojetos

Leonardo Becher Souza, William Anderson Chupil, Wilmara Bastos, Thiago Ayres de Araújo Castro

Resumo


O presente no artigo visa sugerir boas práticas para uma alocação de recursos mais homogênea e condizente com a real demanda de projetos de uma empresa cujo processo de definição e alocação de recursos em projetos é inexistente. Para tanto, a metodologia adotada consiste em avaliar a estrutura atual, coletar informações internas e consolidar tais dados de forma a obter uma visão geral do cenário de projetos, para assim identificar pontos fracos onde boas práticas e melhorias podem ser aplicadas. Os resultados obtidos, com base nos levantamentos realizados, levam à sugestão de um método de categorização de recursos humanos, onde habilidades e fatores específicos de cada recurso são levados em conta. Os resultados mostrados permitem uma melhor visão, do ponto de vista do gerente de projetos, sobre cada recurso e suas habilidades – como e quanto esse profissional pode contribuir para o projeto, possibilitando que sua demanda seja suprida sem a necessidade de superdimensionar seu cronograma e sem superalocar nenhum recurso humano – além de auxiliar no processo de capacitação de recursos menos experientes.

Palavras-chave


Capacidade. Alocação. Projetos. Categorização

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.