Os processos de integração econômica sob a ótica da análise estatística de agrupamento

Fátima Maria Pegorini Gimenes, Régio Marcio Toesca Gimenes, Miguel Angel Uribe Opazo

Resumo


O presente artigo procura identificar o nível de similaridade existente entre blocos econômicos utilizando uma análise estatística de agrupamento. Foram consideradas no estudo 33 nações, de diferentes continentes, agrupadas nos seguintes blocos econômicos: Mercosul, Comunidade Andina, Acordo de Livre Comércio da América do Norte - Nafta, União Européia - UE, Associação das Nações do Sudeste Asiático - Asean. Foi incluído, ainda, um suposto bloco econômico constituído por China e Japão. Na atualidade, o Mercosul desponta como a possibilidade de fortalecer a identidade dos países do Cone Sul e, acima de tudo, é um instrumento para a criação de um espaço sul-americano econômico e político integrado. Assim, procura-se evidenciar que uma convivência harmoniosa e uma trajetória de crescimento econômico dinâmico para o Brasil, em um mundo globalizado, dependerão da consolidação do Mercosul e da adoção de estratégias multilateralistas de comércio.

Palavras-chave


Análise de agrupamento. Blocos econômicos. Similaridade. integração. Mercosul. Alca. Multilateralismo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.