A DESINTEGRAÇÃO DA REPÚBLICA ROMANA COMO ORDEM NA DESORDEM

Gilberto Gonçalves Garcia

Resumo


O presente artigo esboça um ensaio de interpretação da experiência da desagregação político-social do Império Romano, à luz dos conceitos fundamentais da teoria da complexidade nas organizações. Parte da tese de que o princípio constitutivo da unidade da República Romana está baseado na compreensão originária da virtus romana, para em seguida demonstrar como a decadência de Roma está diretamente relacionada com a perda dessa compreensão. O ensaio interpretará a estrutura organizacional do Império como um sistema adaptativo complexo, em cuja experiência irá se instalar uma ordem de desintegração. Para a história do Ocidente, esse fenômeno se manifesta como a transformação da virtus romana em virtus cristã.

Palavras-chave


Ordem de desintegração do Império Romano. Complexidade nas organizações. Sistemas adaptativos complexos

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.