AUTOPRESERVAÇÃO E METAMORFOSES DA ESTRUTURA SINDICAL BRASILEIRA

José Edmilson de Souza Lima

Resumo


O presente artigo se propõe a identificar e explicar o poder de autopreservação da estrutura sindical brasileira. O ponto de partida é a redefinição do conceito de estrutura. Em seguida, faz-se uma análise da substituição da ação direta dos trabalhadores do início do século XX pela necessidade de reconhecimento de suas ações por parte do Estado. Conclui-se que a noção de estrutura deve ser rastreada não como fenômeno estático, mas como instituição processual, uma vez que seu caráter dinâmico a preserva.

Palavras-chave


Estrutura sindical. Ação direta. Necessidade de reconhecimento

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.