A percepção de micro e pequenos empresários quanto a estratégias organizacionais

Djair Picchiai

Resumo


O objetivo deste trabalho foi identificar e analisar as estratégias organizacionais das micro e pequenas empresas (MPEs) da região de Campo Limpo Paulista (SP). É um estudo empírico qualitativo e quantitativo. Utilizou-se uma amostra de 56 micro e pequenas empresas, distribuídas por setores e ramos de atividades. Os dados foram coletados por meio de um roteiro de entrevista, composto por 50 questões e aplicado junto aos micro e pequenos empresários. Para a verificação, utilizou-se a Análise de Conteúdo (BARDIN, 1979). Encontraram-se alguns desafios e inconsistências na definição das estratégias do negócio pelos empresários. A partir disso, verificou-se que o intuitivo e a trajetória do micro e pequeno empresário explica as decisões e o estilo de gestão, e que este, por sua vez, tem conhecimento e experiência prática de gestão aprendida durante o processo de formação da sua empresa. Com frequência o sistema de informação e o banco de dados não são utilizados no processo de tomada de decisão pelo micro e pequen empresário. Boa parte dos sistemas de informação não está estruturada nas MPEs. A maioria dos entrevistados não se utiliza destes instrumentos, ferramentas e projeções financeiras para o processo de tomada de decisões. Somente 27% dos entrevistados relataram calcular o retorno financeiro. Raramente os micro e pequenos empresários entrevistados se baseiam em métricas e traçam estratégias de médio e longo prazo. Os entrevistados mostraram conhecimento sobre gestão, apesar de algumas limitações teóricas. Constatou-se dificuldade conceitual e de entendimento pelos micro e pequenos empresários dos conceitos teóricos de estratégia encontrados na literatura.

Palavras-chave: Estratégia. Micro e Pequena Empresa. Monitoramento.

 

Abstract

The objective of this study was to identify and analyze organizational strategies of micro and small enterprises (MSE’s) in the Campo Limpo region of the state of São Paulo. It is a qualitative and quantitative empirical study. It was used a sample of 56 micro and small businesses, distributed by sectors and segments. The data were collected through an interview script, consists of 50 questions and applied to micro and small entrepreneurs. It was used Content Analysis (BARDIN, 1979). There were some challenges and inconsistencies in the definition of business strategies by entrepreneurs. It was found that the intuition and the trajectory of the micro and small business owner explains the decisions and management style, and that they have, on the other hand, knowledge and practical experience in managing learned during the formation of their company. Frequently, the information system and database are not used in the decision making process by micro and small business process. A good portion of the information ystems are not structured in the MSE’s. Most of the respondents do not use these instruments, tools and financial projections in the process of decision making. Only 27% of the respondents reported to calculate the financial return. Rarely the micro and small business owners base on metrics and plan a strategy for medium and long term. The respondents showed knowledge about management, although within some theoretical limitations. It was found some conceptual and understanding difficulties by the micro and small entrepreneurs of the theoretical concepts of strategy found in the literature.

Keywords: Strategy. Micro and Small Enterprises. Monitoring.


Palavras-chave


Estratégia. Micro e Pequena Empresa. Monitoramento

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.