Decomposição do índice de desenvolvimento humano municipal da microrregião de Foz do Iguaçu: uma aplicação da análise shift-share para 2000 e 2010

Gilson Batista de Oliveira, Diego Camargo Botassio

Resumo


O presente trabalho traz uma análise do crescimento dos indicadores básicos do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) na Microrregião de Foz do Iguaçu (MFI), nos anos de 2000 e 2010, por meio do uso da técnica de análise regional denominada shift-share. Para tal, usou-se os dados primários publicados para os municípios e estados brasileiros pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e a Fundação João Pinheiro (FJP). Após a aplicação da metodologia, identificou-se quais cidades da microrregião obtiveram maiores variações de cada indicador, assim como as que tiveram resultados menos expressivos. No entanto, vale ressaltar que, para os anos de referência, todos os municípios apresentaram variação positiva em seus indicadores básicos e, por conseguinte, no IDHM. Por fim, a análise shift-share permite classificar os municípios em seis tipos distintos, de modo a p mitir a identificação daqueles com problemas de eficiência alocativa ou ausência de ativação social.

Palavras-chave: Microrregião de Foz do Iguaçu. Shift-share. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal.


Abstract

This paper aims to analyze the variation of the basic indicators of the Muncipal Human Development Index in the Micro Region of Foz do Iguaçu, using a shift-share methodology in 2000 and 2010. Are used primary data published by the brazilian states and municipalities by the United Nations Development Programme in partnership with the Brazilian Institute of Geography and Statistics, the Institute of Applied Economic Research and the João Pinheiro Foundation. After application of the methodology, it identifies which cities had higher variations of each indicator, as well as those who had less impressive results. However, it is noteworthy that for the reference years , all municipalities had positive change in their basic indicators and, therefore, the Municipal Human Development Index. Finally, the shift-share analysis allows to classify municipalities into six different types in order to allow identification of the cities with problems of allocative efficiency or lack of social activation.

Keywords: Micro Region of Foz do Iguaçu. Shift-share. Municipal Human Development Index.


Palavras-chave


Microrregião de Foz do Iguaçu. Shift-share. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.