Processo de internacionalização de empresas brasileiras produtoras de bens de capital: estratégias e capacidades

Francisco Américo Cassano, Paolo Edoardo Coti-Zelati

Resumo


A produção industrial no Brasil tem decrescido anualmente e há, também, uma evidência dessa mesma observação com a exportação dessas empresas, relacionada com a redução de participação dos produtos manufaturados na pauta dos produtos exportados. Essas constatações, desafiadoras para o setor industrial brasileiro, justificam a realização de um estudo que permita diagnosticar a eficácia dos resultados obtidos no processo de internacionalização de empresas industriais brasileiras produtoras de bens de capital. Assim, o objetivo geral deste artigo foi analisar as estratégias e capacidades das empresas industriais brasileiras nos respectivos processos de internacionalização. Para tanto, foi promovida uma pesquisa descritiva de natureza qualitativa. Os resultados obtidos permitiram constatar-se que as empresas respondentes atuam no processo de internacionalização muito mais próximas do modelo de Uppsala do que especificamente com foco de se beneficiar das vantagens expostas no Paradigma OLI e que, em face dessa situação, as empresas respondentes buscam muito mais se capacitar com base nas normas técnicas do mercado em que atuam  do que em capacidades internas que lhes possibilitem dispor de uma estratégia de internacionalização mais competitiva.

Abstract
Industrial production in Brazil has been decreasing annually, and there is evidence that the same is happening to the exports of these companies, related to the reduction on the participation of manufactured goods in the list of the exported products. These findings, which are challengers for the Brazilian industrial sector, justify a study to diagnose the effectiveness of results obtained in the internationalization process of Brazilian industrial producers of capital goods. The overall objective of the paper was to analyze strategies and capabilities of Brazilian industrial companies in their internationalization processes. The results allowed noting that companies are working in the internationalization process much more close to the Uppsala model than specifically focused on benefits set out in OLI Paradigm. In face of this situation, respondent companies are trying harder to qualify themselves based on the technical standards of the market  they work at, than on internal capabilities that allow them to have a more competitive strategy of internationalization.

Keywords: Internationalization Strategies. Entrepreneurship. Producers of Capital Goods.


Palavras-chave


Estratégias de Internacionalização. Capacidade Empresarial. Empresas Produtoras de Bens de Capital

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.