O contrato psicológico e o desenvolvimento de Burnout

Carolina Costa, Pedro Miguel Alves Ribeiro Correia

Resumo


Este artigo tem como objetivo demonstrar a importância de como as organizações administram as relações com os seus trabalhadores através do contrato psicológico e as diversas reações que os trabalhadores podem revelar após a violação deste contrato. O burnout é uma das vertentes desencadeadas pela violação do mesmo, levando a que os empregados manifestem o fenómeno de stress laboral, apresentem exaustão emocional e física, ponham em causa a confiança da organização à qual pertencem e consequências que se refletem negativamente tanto a nível individual, familiar, social e profissional. Todavia, a violação deste contrato não é sinónimo de algo negativo como é assumido por maior parte da sociedade, tal como o burnout não pode ser considerado parte do leque de emoções negativas do comportamento organizacional, sendo que ainda estão em causa incertezas em relação ao fenómeno.

Palavras-chave


Contrato Psicológico. Compromisso Afetivo. Violação do Contrato Psicológico. Burnout.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.