Clusters de Percepções sobre cibersegurança e cibercriminalidade em Portugal e as suas implicações para a implementação de políticas públicas nesse domínio

Pedro Miguel Ribeiro Alves Correia, Susana Isabel da Silva Santos, João Abreu de Faria Bilhim

Resumo


Neste texto são abordadas questões relativas à definição e implementação de políticas públicas em matéria de cibersegurança e cibercrime em Portugal. Os principais objetivos consistem na identificação de clusters de percepções dos cidadãos face à atuação do Estado, nesta problemática, e na análise das implicações da existência desses agrupamentos para as políticas públicas. Foi utilizada uma amostra constituída por 1.168 inquiridos. A aplicação sucessiva de análises estatísticas (modelo de equações estruturais, análise fatorial de componentes principais e análise de clusters através do método hierárquico) permitiu identificar cinco clusters de cidadãos com sensibilidades diferenciadas face aos instrumentos de políticas públicas. Sugere-se que estudos futuros repliquem e aprofundem esta investigação nos países de língua portuguesa e que seja dada ênfase ao papel do dualismo legalidade-moralidade no mecanismo de formação das percepções dos indivíduos.

Palavras-chave


Políticas Públicas. Cibersegurança. Cibercriminalidade. Estado. Portugal

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.